14 de setembro de 2009

Casem-se


Navegando pelos horizontes da net gosto de vasculhar estes diários de desconhecidos chamados blog. Aprendi a gostar verdadeiramente dos Blogs e até criei um, um não, dois. Este em que me mostro vez ou outra e o outro que é mais um que outro pois me encontro lá com muito mais frequência. Minhas palavras e meus olhares.


Mas hoje, mexendo nas gavetas alheias, li, seguidamente, dois textos falando sobre casamento. Achei coincidência, pois estes blogs nada tem a ver com o assunto e o assunto estava lá. Eu aqui com meus botões comecei a pensar sobre o tema. Quase todos os finais de semana eu fotografo um ou mais casamentos. Durante a semana, lá estou eu envolta a muitas imagens na tela de meu computador: Noivas, noivos, damas, padres, igrejas, choro, brinde, bolo, valsa...

Eu não casei na igreja, nada tem a ver comigo, mas adoro fazer parte deste ritual mesmo como espectadora. Confesso que choro em alguns casamentos que fotografo, sinto-me feliz pelo casal que se ama e que acredita tanto neste amor que deseja compartilha-lo com outros e comigo. Acredito tanto no casamento que gosto de poder registra-lo de forma poética e verdadeira.


Casem-se, pois é mágica esta idéia nada fora de moda de querer construir a vida ao lado de alguém.


Um comentário:

R M Leao disse...

Eu tbm nao casei em igreja, mas tbm acho bonito o ritual, o significado apesar de nao ter passado por isso. Mas vejo que tantas vezes as pessoas usam a cerimonia do casamento como um ritual exibicionista de poder aquisitivo do que um ritual de amor verdadeiro. E aí vc vai aquela festa de casamento monumental, emocionada, e o casamento real nao dura nem um ano, muitas vezes. Porque nem era para ter acontecido, foi só uma forma de aparecer socialmente. Sei lá, eu de vez em quando achoq eu depois de uns 5 anos juntos, quando o desejo de compartilhar uma vida tiver se solidificado entr o casal e for algo real nao um arroubo de juventude, nem o resultado de uma pressao social que deveriamos fazer a cerimonia do casório.